Nomes para cachorro

Dar nomes para cachorro pode ser bem complicado se você pensar no seu gosto pessoal ou no gosto de cada membro da sua família. Aliás, quanto maior a família, mais difícil chegar a um nome de cachorro que agrade a todos.

 

O nome de cachorro é um comando de voz

Ao contrário de você e de sua família, o único que não se importa se o nome é feio ou bonito é o seu cachorro. Para seu cãozinho, o nome é um comando. Quando ele ouve o nome, sabe que vai receber alguma recompensa, sabe que deve ir até o dono ou receberá uma segunda ordem de comando.

Portanto, o nome do cachorro deve possuir sons diferentes dos comandos básicos que todo cão precisa aprender. Se você der o nome de “PIPA” para sua cachorra, o comado para ficar no mesmo lugar é “FIQUE” e não “FICA”, para não confundi-la.

 

Dicas de nomes para cachorro

Como todo comando de voz, o nome de cachorro deve ser curto, simples, sem muitas consoantes, preferencialmente na sequência CONSOANTE + VOGAL + CONSOANTE + VOGAL ou VOGAL + CONSOANTE + VOGAL + CONSOANTE . Exemplo: TOBI, LOBO, BOBI.

Eles aprendem facilmente nomes com três ou quatro letras sem, necessariamente, seguir a sequência descrita anteriormente, desde que sejam simples, como por exemplo “MAX”, “MEL”, “PRETA”.

 

Evite estes tipos de nomes

• que sejam semelhantes a outros nomes ou apelidos dos membros da casa: se tem alguém em casa com nome “LILI”, não dê nomes como “FIFI”.

• nomes semelhantes a comandos de voz: já falei sobre isso no começo do artigo, mas vale relembrar por que é um erro muito comum. A não ser que você ensine seu cão sem comandos de voz, usando um clicker, evite nomes com sonoridades semelhante ao comando. Clicker é uma forma de comando que utiliza um aparelho que dá estalos e serve para substituir a voz.

• nomes muito compridos: nomes muito longos não é ruim só para a compreensão do comando pelo cachorro, mas é ruim também para os donos. Nomes compridos cansam e apelidos começam a ser criados pelos integrantes da família.

• nomes difíceis de serem pronunciados por crianças: se você tem filho pequeno, “MILKSHAKE” não é um bom nome de cachorro para seu filho pronunciar, certo? Que tal apenas “MILK” ou melhor ainda “MLQUI”. Outro exemplo: em vez de “CINDERELA”, que tal “CINDI”?

• dois cachorros e ambos com o mesmo som no final dos nomes: outro erro muito comum. “REX” e “TEX”. Uma baita confusão.